Qualidade dos acessórios

Em vista da grande variedade de esquadrias que são produzidas pelos serralheiros, o mercado já oferece várias alternativas de peças adaptáveis aos mais variados tipos de perfis.

O consumidor final deve assegurar-se da qualidade dos componentes usados nos acessórios, para que não venham a ser causas de defeitos, devido a inadequações ou incompatibilidades entre os componentes e a montagem final dos caixilhos.

Existem algumas orientações gerais que devem ser seguidas por todos os fabricantes de caixilhos de alumínio. Tais orientações indicam o uso de parafusos de aço inoxidável para as montagens em alumínio, para que não venham a sofrer corrosão galvânica em suas fixações no alumínio por diferenças dielétricas entre os materiais envolvidos.

Outra orientação se refere ao uso de fechos cujo ciclo de vida útil seja garantido, mesmo que sem manutenção, pois as condições de conservação nem sempre são favoráveis.

Pode-se afirmar que a maioria dos defeitos encontrados no funcionamento de caixilhos se deve à escolha inadequada dos acessórios. Esse problema é agravado porque em muitos projetos de caixilharia não se estuda a fundo os acessórios. Desenvolvidos quase sempre na última etapa do projeto, é muito comum haver adaptações, sem que a compatibilização entre as necessidades do conjunto tenha sido feita com os elementos a serem utilizados como acessórios.

O mau assentamento dos caixilhos nos vãos também pode comprometer a vida útil dos acessórios. Todos os movimentos das folhas se dão em função do uso de acessórios que foram desenhados para funcionar sobre um suporte rígido. Obviamente, os esforços que os acessórios recebem são em função da qualidade da instalação, pois devem ser transmitidos para o marco, e este, se for o caso, ao contramarco, sustentando o conjunto todo.

 
Voltar